Notícias

25 de Fevereiro de 2019
 

STCP TORNA-SE MEMBRO DA COALIZÃO BRASIL CLIMA, FLORESTAS E AGRICULTURA

A STCP, com o intuito de participar do desenvolvimento econômico pautado na economia de baixo carbono através de movimentos expressivos, com o compromisso de contribuir nas discussões sobre legislação ambiental e as políticas públicas relacionadas a clima, florestas e agricultura, torna-se membro da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura.

Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura é um movimento multisetorial, composto por entidades que lideram o agronegócio no Brasil, as principais organizações civis da área de meio ambiente e clima, representantes de peso do meio acadêmico, associações setoriais e companhias líderes nas áreas de madeira, cosméticos, siderurgia, papel e celulose, entre outras.

O principal papel da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura é de articular e facilitar ações para o país promover um novo modelo de desenvolvimento econômico pautado na economia de baixo carbono, e, desta maneira, responder, aos desafios das mudanças climáticas.

Com esse propósito, o movimento:

√  estimula o diálogo entre seus participantes, com governos e instituições em geral;

√ identifica os entraves e busca soluções para a implementação de uma economia de baixo carbono;

√  auxilia a definir caminhos para concretizar tais soluções;

√ monitora a implementação dessas ações;

√  e comunica o andamento desses processos à sociedade.

A Coalizão Brasil dá amplo espaço para seus membros se manifestarem, valorizando conhecimentos e diferentes pontos de vista. Também prima pela transparência, valendo-se de posicionamentos públicos, divulgados para imprensa, instâncias de governo e a sociedade em geral. Promove, ainda, plenárias públicas semestrais.

Toda a sua atividade está alinhada com os compromissos brasileiros assumidos no Acordo de Paris, a legislação ambiental e as políticas públicas relacionadas a clima, florestas e agricultura.

Saiba mais.

20 de Fevereiro de 2019
 

STCP PROSSEGUE COM A CAPACITAÇÃO NA UTILIZAÇÃO DE AGROTÓXICO NO ESTADO DE SERGIPE

Nos meses de janeiro e fevereiro a STCP, por meio da Divisão de Meio Ambiente, deu continuidade ao treinamento e capacitação para o uso adequado de agrotóxicos, para os agricultores e irrigantes inseridos nos três perímetros da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), que fazem parte da bacia do Rio Sergipe. Esta é uma das ações do Programa Águas de Sergipe (PAS), realizado pelo Governo do Estado.

Os agricultores e irrigantes do Perímetro Irrigado da Barragem Jacarecica I, Itabaiana (SE) como complemento ao curso de capacitação, realizado em dezembro de 2018, participaram do dia de campo. A atividade aconteceu no dia 29 de janeiro na COHIDRO da Agrovila, Itabaiana (SE).

O dia de campo, com duração aproximada de 4 horas, possibilitou a visão prática dos conteúdos teóricos ministrados nos cursos. A capacitação em questão estimula os participantes na adoção de práticas adequadas com o uso de agrotóxicos. Considera-se que os participantes residentes nos cinco povoados abrangidos pelo dia de campo serão multiplicadores do conhecimento recebido.

Os agricultores do perímetro Irrigado de Jacarecica II, dos municípios de Riachuelo, Malhador e Areia Branca participaram durante 2 semanas de 8 cursos oferecidos para capacitá-los ao uso adequado de agrotóxicos. Nesta oportunidade foram capacitados mais de 200 agricultores.

O curso é composto por três módulos, abrangendo legislação ambiental, aspectos relacionados à segurança e saúde dos trabalhadores e a manipulação do uso de agrotóxicos. Após a realização dos cursos os agricultores complementam a formação com um dia de campo para o desenvolvimento de atividades práticas.

No dia 08 de fevereiro no Assentamento Mário Lago, localizado no perímetro irrigado de Jacarecica II, município de Riachuelo, foi realizado o 3° dia de campo previsto nas ações de capacitação. Os participantes foram os agricultores das 4 turmas do curso de capacitação do Perímetro Irrigado de Jacarecica II, realizado em janeiro do mesmo ano.

As ações dos serviços especializados para Capacitação no Uso Adequado de Agrotóxicos para Irrigantes, Agricultores Familiares e Técnicos Colaboradores dos Perímetros Irrigados Poção da Ribeira, Jacarecica I e Jacarecica II e Comunidades do Entorno tem o propósito de gerar conhecimentos e sensibilizar os participantes para o uso adequado e consciente de agrotóxicos.

Segundo relatos dos participantes a capacitação – curso e dia de campo – alertou sobre a contaminação do ar, água e solo. Os ensinamentos também auxiliaram na forma correta de aplicar o agrotóxico, levando em conta os horários e a incidência de chuvas. No dia de campo em questão, foram realizadas atividades práticas e os participantes foram incentivados a atuarem como multiplicadores dos conhecimentos recebidos.

20 de Fevereiro de 2019
 

CONSÓRCIO NIPPON-STCP ENTREGA PROJETOS PADRÃO PARA RECUPERAÇÃO DE NASCENTES NO ESTADO DE SERGIPE

No dia 14 de fevereiro, o consórcio Nippon-STCP representado por Michela Scupino, Gerente da Divisão de Meio Ambiente da STCP, fez a entrega do projeto final de “Identificação, Mapeamento, Elaboração de Diagnóstico Físico e de Projetos Padrão para Recuperação da Vegetação Nativa das Nascentes e Olhos D’Água em Sub-Bacias da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe”, especificamente do Rio Dangra, Cajueiro dos Veados e Mata Verde.

Essas ações estão vinculadas ao Projeto Águas de Sergipe que contribuirão para recuperação ambiental da bacia.

 

 

 

15 de Fevereiro de 2019
 

STCP APOIA ASSOCIAÇÕES DO SETOR FLORESTAL NO DESENVOLVIMENTO DE ANUÁRIOS ESTATÍSTICOS E ESTUDO SETORIAL

Nos últimos meses, a STCP Engenharia de Projetos Ltda. foi contratada para desenvolver estudos sobre o setor de base florestal e a indústria de madeira sólida por associações setoriais de classe. A Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente – ABIMCI, que atua no fortalecimento da indústria madeireira nacional, contratou a STCP para a elaboração do “Estudo Setorial da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente” do ano de 2019. Este é o 10º Estudo Setorial realizado pela STCP para a ABIMCI, confirmando a parceria estabelecida por mais de 18 anos. O documento abordará aspectos institucionais da ABIMCI; a base florestal nacional; o perfil da indústria madeireira e moveleira (com indicadores socioeconômicos); e estatísticas de mercado. Este trará dados sobre a produção, consumo, exportação e importação dos principais produtos da cadeia produtiva do setor madeireiro nacional.

A Associação Catarinense de Empresas Florestais – ACR, que tem por propósito promover e desenvolver a atividade florestal no estado de Santa Catarina, irá lançar seu Anuário Estatístico de Base Florestal de Santa Catarina” em 2019. A STCP desenvolveu os dois anuários anteriores e seguirá na elaboração deste terceiro documento. A Associação Baiana das Empresas de Base Florestal – ABAF, por sua vez, que tem por meta contribuir com o desenvolvimento do setor florestal sobre bases sustentáveis, pela segunda vez consecutiva, requisitou à STCP a elaboração do “Bahia Florestal 2019”. Ambos Anuários (Santa Catarina e Bahia) apresentarão dados que destacam a participação dos estados no cenário nacional.

Todos os documentos reunirão dados e estatísticas atualizadas sobre o setor com informações estratégicas às Associações, aos gestores de empresas florestais e aos potenciais investidores. Trata-se de ferramenta fundamental para facilitar o planejamento e a promoção do desenvolvimento setorial, fornecendo subsídios para estudos e tomadas de decisões do setor florestal e da indústria madeireira.

O lançamento e divulgação dos documentos deverão acontecer até Maio/2019 pelas próprias Associações, ocasião na qual a STCP apresentará maiores detalhes dos principais indicadores identificados.

Fonte: Elaborado por STCP (Fev. 2019).