Estudos e Projetos

 
CONSULTORIA INVESTIMENTOS, NEGÓCIOS E MERCADO

VALORAÇÃO ECONÔMICA DE ATIVOS

A STCP apoia Bancos de atacado na valoração dos ativos florestais em operação de concessão de crédito e na identificação de potenciais investidores/ consumidores. Os resultados obtidos pela valoração econômico-financeira podem ser apresentados tanto na ótica do FCD (Fluxo de Caixa Descontado) como de AC (Abordagem de Custos). Via de regra, são construídos vários cenários de análise da valoração dos ativos agroflorestais, considerando variáveis como preço da madeira e incidência de impostos, combinadas com pelo menos 3 tipos de preços (atual, conservador e otimista) e a possibilidade, ou não, da incidência de impostos.

shutterstock_106434335

 
CONSULTORIA INVESTIMENTOS, NEGÓCIOS E MERCADO

VALORAÇÃO ECONÔMICA DE PRODUTOS FLORESTAIS MADEIREIROS E NÃO MADEIREIROS (PFM e PFNM)

A STCP tem realizado inúmeros estudos sobre valoração econômica, incluindo valoração de produtos florestais madeireiros (PFM), produtos florestais não-madeireiros (PFNM) e valoração de ativos florestais, e industriais.

Empresas que atuam em áreas de Florestas Nacionais (FLONAs) ou Estaduais (FLOTA), ao efetuar a supressão vegetal para o exercício de sua função (extração mineral, por exemplo), estão sujeitas ao cumprimento de obrigação legal de recomposição total da cobertura vegetal, bem como indenização ao Órgão Ambiental.

O Instituto Chico Mendes de Conservação de Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pela gestão e fiscalização de FLONAs, instituiu resoluções que instruem sobre a necessidade de empresas interessadas na utilização de recursos de FLONAS, procederem a valoração de PFM e PFNM para então, outorgar a chamada Autorização de Supressão Vegetal (ASV).

A STCP tem amplo conhecimento na elaboração de valorações econômicas de PFM e PFNM utilizando os aspectos metodológicos exigidos pelo Órgão Ambiental. Além disso, a STCP possui vasta experiência na execução de estudos de mercado, os quais devem ser realizados na região de abrangência da FLONA ou FLOTA, para coleta de informações atualizadas de preços, custos e rendimentos dos produtos comercializados na região. Recente, a STCP executou diversas valorações para empresas mineradoras , de acordo com o avanço de suas operações minerárias e necessidade de supressão vegetal. Foram mais de 60 valorações econômicas (2012-2016) que totalizaram cerca de 4.320 hectares.

acai-euterpe-oleracea-05mrn0113

Açaí (Euterpe Oleracea)

piquia-caryocar-villosum-05mrn0113

Piquia (Caryocar villosum)

cipo-titica-heteropsis-fluxuosa-05mrn0113

Cipó titica (Heteropsis fluxuosa)

amapa-brosimum-potabili-05mrn0113

Amapá (Brosimum potabili)

 
CONSULTORIA INVESTIMENTOS, NEGÓCIOS E MERCADO

DUE DILIGENCE DE OPERAÇÕES / ATIVOS/ PROPRIEDADES FLORESTAIS

Due Diligence incluindo operações florestais, propriedades rurais, aspectos sociais e ambientais de empresa florestal, terra e plantios florestais, entre outros. As atividades tem variação de acordo com o perfil do negócio sob análise. Via de regra incluem as questões trabalhistas, tributárias, comerciais/societários, financeira, ambientais, imobiliários, entre outros. A due diligence permite maior segurança no processo de negociação com os potencias compradores ou investidores. A STCP já realizou due diligence em mais de 1 milhão ha no Brasil e América Latina.

As Due diligence de operações e propriedades em geral consideram a avaliação do negócio e dos ativos da Empresa, os seus mercados regionais e as oportunidades e riscos para a tomada de decisão sobre a venda de ativos. Para tanto, são realizadas: análise de mercado (oferta e demanda de madeira, análise SWOT e práticas de manejo sustentável); análise de preços (modelo de precificação, análise de sensibilidade e mitigação de riscos); análise de operações (programa de silvicultura, mitigação de desastres naturais, licenças requeridas, certificação); análise de CAPEX e plano de colheita.

eucalipto-05fia

propriedade-panorama-05fia0110

eucalipto-3

maquinario-florestal-05smi0108

riacho-propriedade-05fia0110

 
CONSULTORIA INVESTIMENTOS, NEGÓCIOS E MERCADO

PLANEJAMENTO DO PROGRAMA DE PLANTIO FLORESTAL

STCP tem apoiado no desenvolvimento de diversos projetos florestais, com destaque para a construção de programas de produção florestal da biomassa combustível e, planejamento da produção florestal, para o abastecimento de usinas termoelétricas na região nordeste do Brasil. Resultados base para a tomada de decisão e planejamento executivo das operações florestais.

A STCP tem elaborado projetos técnicos florestais para o estabelecimento de florestas plantadas de eucalipto (efetivo plantio) para abastecimento (biomassa) de usinas termoelétricas. Um dos estudos com capacidade de 150 MW na região nordeste do Brasil. Para tanto, foram realizados dimensionamentos da UTE, o planejamento do programa de plantio florestal, incluindo programa de áreas de plantio, espécies, regime de manejo; planejamento da produção florestal de biomassa/combustível, definindo metas para a produção, e determinando o programa operacional, custos das operações, bem como análise de riscos e oportunidades (SWOT) relacionados ao empreendimento e operações florestais.

eucalipto-2

eucalipto-3

eucalipto-1

1 5 6 7