Notícias

15 de agosto de 2018
 

STCP APOIANDO O GOVERNO DE SERGIPE NA CAPACITAÇÃO PARA O USO ADEQUADO DE AGROTÓXICOS

STCP Diretor de Operações, Aguimar Ferreira e Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Olivier Chagas

A STCP Engenharia de Projetos Ltda. representada pelo Diretor de Operações, Aguimar Ferreira, assinou no dia 10 do corrente mês, a ordem de serviço para iniciar os trabalhos de capacitação no uso de agrotóxicos, envolvendo agricultura familiar em áreas do perímetro irrigado, contemplando 26 municípios no estado de Sergipe.

O evento contou com a participação do Secretário de Meio Ambiente Olivier Chagas, Secretária de Agricultura Rose Rodrigues, Presidente da Emdagro Jefferson Feitoza, Diretor da Cohidro João Quintiliano, Superintendente de Recursos Hídricos Airton Rocha, Deputado Federal João Daniel, Coordenador da Uapas Everton Teixeira e o representante da Secretaria de Educação Miguel Nascimento.

O projeto, inserido no Programa Águas de Sergipe, financiado pelo Banco Mundial, tem como objetivo minimizar os impactos ocasionados pelo uso indiscriminado dos agrotóxicos que afetam diretamente a qualidade das águas. As atividades serão executadas pela Divisão de Meio Ambiente da STCP, tendo como beneficiários mais de 2000 pessoas, incluindo agricultores familiares, secretarias municipais do meio ambiente, saúde e agricultura.

Fonte: SEMARH

Leia mais: Infonet   |   Ne Últimas

Em assinatura de ordem de serviço, Governo, através da SEMARH, confirma o investimento do Programa Águas de Sergipe (Foto: Lucas Noronha/ Semarh)

14 de agosto de 2018
 

STCP RENOVA CONTRATO COM A SECRETARIA DE PLANEJAMENTO DO MARANHÃO

No dia 07 de agosto, a STCP renovou por mais 12 meses seu contrato de Gerenciamento e Fiscalização de Obras no Estado do Maranhão.

Desde o início do contrato, em 2013, já foram concluídas mais de 700 obras e outras 400 intervenções estão em fase de execução e/ou contratação.

Os investimentos fazem parte do Programa Viva Maranhão, através do financiamento de 4 bilhões de reais junto ao BNDES, que está beneficiando 100% dos municípios com melhorias, principalmente nas áreas de Educação, Segurança Pública, Saúde, Saneamento Básico, Mobilidade Urbana e Infraestrutura Rodoviária.

9 de agosto de 2018
 

STCP FAZ A ENTREGA DOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS DOS MERCADOS PÚBLICOS DE SÃO LUIS – MA

No dia 25 de julho, Juliana Cristina Kreische, Gerente da Divisão de Engenharia e Projetos da STCP, entregou ao Secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos de São Luis – MA, arquiteto Antônio Araújo Costa, os projetos executivos de arquitetura e engenharia para reforma dos mercados dos bairros do Coroadinho e São Francisco.

As propostas da STCP envolvem: melhoria nas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias; reforma e padronização dos boxes; soluções para acessibilidade, fachada e paisagismo; além das demandas legais relacionadas as áreas de segurança, saúde e meio ambiente.

8 de agosto de 2018
 

Indústria de árvores plantadas é uma das saídas para Brasil cumprir metas para a Biodiversidade

Às vésperas de completar o prazo do acordo para reduzir os impactos da perda de biodiversidade, Brasil intensifica ações para uso sustentável da área de serviços ecossistêmicos para florestas. O assunto será abordado em Fórum Nacional de Sustentabilidade e Governança.

Há 8 anos, durante a 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP-10), realizada em Nagoia, província de Aichi, Japão, foi aprovado o Plano Estratégico de Biodiversidade para o período de 2011 a 2020. Foram estabelecidas 20 proposições denominadas de Metas de Aichi para a Biodiversidade, voltadas à redução da perda da biodiversidade em âmbito mundial. O Brasil é um dos signatários, junto a outros 192 países, que se comprometeram a trabalhar para implementá-las até 2020.

São cinco os grandes objetivos estratégicos das metas: tratar das causas fundamentais de perda de biodiversidade, fazendo com que as preocupações com a biodiversidade permeiem governo e sociedade; reduzir as pressões diretas sobre a biodiversidade e promover o uso sustentável; melhorar a situação da biodiversidade, protegendo ecossistemas, espécies e diversidade genética; aumentar os benefícios de biodiversidade e serviços ecossistêmicos para todos; e aumentar a implantação, por meio de planejamento participativo, da gestão de conhecimento e capacitação.

Neste contexto, ressalta-se um nicho que visa contribuir para a conservação, e também para alimentar a cadeia produtiva de consumo: a indústria de árvores plantadas. A Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) reúne, desde 2014, 60 empresas e nove entidades de produtos originários do cultivo de árvores plantadas, com destaque para painéis de madeira, pisos laminados, celulose, papel, florestas energéticas e biomassa, além dos produtores independentes de árvores plantadas e investidores financeiros.

Plantadas para evitar a pressão e degradação de ecossistemas naturais, as florestas energéticas contribuem para o fornecimento de biomassa florestal, lenha e carvão de origem vegetal. Além das funções produtivas, os plantios de árvores desempenham importante papel na prestação de serviços ambientais: evitam o desmatamento de hábitats naturais, protegendo assim a biodiversidade; preservam o solo e as nascentes de rios; recuperam áreas degradadas; são fontes de energia renovável e contribuem para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa.

Nos dias 21 e 22 de agosto, a 7ª edição do Fórum Sustentabilidade e Governança, promovido pela STCP Engenharia de Projetos em parceria com a Milano Consultoria e Planejamento, trará uma rica discussão sobre a temática as “Estratégias que impactam negócios e norteiam o amanhã”. Elizabeth de Carvalhaes, presidente-executiva da Ibá, apresentará o case “Serviços ecossistêmicos providos pelas florestas”, permitindo que a sociedade esteja mais próxima desta nova relação entre biodiversidade e economia.

“Para a Ibá estar presente no Fórum é de extrema importância. A indústria florestal é case de sucesso em práticas sustentáveis e não deixa de batalhar para que seus serviços e produtos sejam valorizados e reconhecidos, ainda mais neste cenário de grandes mudanças mundiais pelo qual passamos”, ressalta Elizabeth

A instituição também trabalha para interação entre empresas, ONGs, institutos de pesquisa e outros agentes que possam atuar no segmento. “É um modelo de governança cooperativa, que gera impactos muito positivos para o setor privado e para a sociedade. Podemos destacar que nosso setor, em 2017, investiu R$ 497 milhões em programas socioambientais, que beneficiaram 1,2 milhão de pessoas. A indústria de base florestal foi responsável por cerca de 3,7 milhões de empregos diretos, indiretos e resultantes do efeito renda”, conclui Elizabeth.

Realizadores
A STCP Engenharia de Projetos, empresa de consultoria, engenharia e gerenciamento fundada há 37 anos, é pioneira no Brasil em atuar de forma integrada e eficiente em diferentes áreas relacionadas ao meio ambiente, desenvolvimento regional, infraestrutura, florestas e desenvolvimento sustentável.

Milano Consultoria e Planejamento é uma empresa de consultoria voltada exclusivamente para projetos estratégicos nos campos da sustentabilidade, da responsabilidade social corporativa e investimento social privado, com geração de conhecimento e conteúdo pela inovação.

Evento:
Fórum Sustentabilidade & Governança
21 e 22 de agosto
Auditório da FAE – Curitiba/PR
Inscrições: www.sustentabilidadegovernanca.com.br
E-mail: forum@stcp.com.br
Mais informações: (41) 3079-2718 / 3079-2719

Elizabeth de Carvalhaes, presidente da Indústria Brasileira de Arvores (IBA). Foto Adri Felden/Argosfoto

1 2 3 47