Notícias

10 de dezembro de 2018
 

AS FLORESTAS TROPICAIS CONTINUARÃO A SER MANEJADAS PARA PRODUÇÃO DE MADEIRA?

Empresas que trabalham com madeira tropical são obrigadas a direcionar boa parte de seus recursos somente para comprovar legalidade e acessar mercados.

Acesse o artigo completo:Tomaselli_Referencia ano20 n.201 nov 2018

 

5 de dezembro de 2018
 

STCP ELABORA O PLANO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA DO EIA/RIMA DE PROJETO FLORESTAL E AGRÍCOLA NO ESTADO DO PIAU

Nos dias 6 e 7/12/2018 a STCP, representada pelo Diretor Rômulo S. Lisboa e a equipe de coordenação da Divisão de Meio Ambiente, apoiará a Companhia Florestal do Brasil na apresentação dos Estudos de Impacto Ambiental do Projeto Florestal a ser estabelecido na microrregião de Floriano, e do Projeto Agrícola na microrregião de Uruçuí no estado do Piauí.

Os estudos foram desenvolvidos pela STCP envolvendo uma Área de Influência Indireta para o projeto florestal pretendido de 86.000 ha, e para o Agrícola de 25.000 ha.

Os projetos, após aprovados, irão contribuir de forma significativa para o desenvolvimento da região e estado do Piauí, trazendo nova alternativa de renda e ocupação de mão-de-obra local.

 

23 de novembro de 2018
 

STCP APOIA INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE DE SANTA CATARINA NO ZONEAMENTO DO PLANO DE MANEJO DO PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO

O Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina – IMA, com o apoio da STCP Engenharia de Projetos Ltda., realizou a “Apresentação do Zoneamento do Plano de Manejo do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro”, no dia 19 de novembro de 2018, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Amaro da Imperatriz/SC.

A Reunião contou com a participação de mais de 30 pessoas e teve como objetivo apresentar e discutir o planejamento, especialmente as ações relacionadas as diretrizes e normas estabelecidas para o Zoneamento do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, bem como as ações recomendadas para o seu entorno.

19 de novembro de 2018
 

CONSÓRCIO NIPPON-STCP APRESENTA RESULTADOS DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE NASCENTES EM SERGIPE

O governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), contratou o Consórcio para estudos e diagnóstico de três sub-bacias do Rio Jacarecica, afluente do Rio Sergipe. O projeto identificou aproximadamente 200 nascentes nas três sub-bacias classificando-as de acordo com a sua qualidade ambiental.

No dia 14 de novembro, o Consórcio Nippon – STCP apresentou para aproximadamente 80 proprietários de áreas rurais nas bacias do Rio Dangra, Mata Verde e Cajueiro dos Veados o diagnóstico da realidade dessas nascentes.

Em consonância com o diagnóstico, o Consórcio elaborou projetos padrões de recuperação ambiental para cada tipo de nascente, a serem aplicados de acordo com suas características. Tais projetos também foram apresentados com retorno muito positivo por parte dos proprietários.

No decorrer da reunião foi reforçada a importância do envolvimento dos proprietários na melhoria da qualidade da água das bacias e respectivamente das comunidades. O projeto contribuirá com os objetivos do programa Águas de Sergipe, voltados para a recuperação de áreas de preservação permanente na Bacia Hidrográfica do rio Sergipe, da qual as três sub-bacias fazem parte.

Reunião com os proprietários de áreas rurais